Comunidade Evangélica de

Confissão Luterana em Lajeado
 

SECRETARIA:
Rua Alberto Torres, 297 – Centro
Cx Postal 93 - CEP 95900-188 - Lajeado/RS


Fones: (51) 3714-1825 ou 3710-1081
E-mail: secretaria@ieclblajeado.com.br

© 2019  - Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Lajeado - RS

MEDITAÇÕES

A Palavra de Deus é a relíquia das relíquidas, a única, na verdade, que nós, cristãos, reconhecemos e temos. (MARTIN LUTERO)

Tomé

Tomé tinha dificuldades de crer na ressurreição de Jesus. Ele não estava só com a sua dúvida. O grupo religioso dos Saduceus inclusive negava que pudesse haver ressurreição. Mesmo diante do testemunho dos seus colegas discípulos (“Nós vimos o Senhor!”), Tomé não conseguia crer. 

 

Há momentos na vida em que as simples palavras não bastam. Quando as dúvidas se instalam, elas corroem todas as certezas e abalam as mais profundas convicções. É preciso, então, ver para crer. Tomé precisava ir mais longe ainda para vencer suas dúvidas. Nas suas palavras: “— Se eu não vir o sinal dos pregos nas mãos dele, e não tocar ali com o meu dedo, e também se não puser a minha mão no lado dele, não vou crer!” (João 20.25b) Tocar para crer! Tomé precisava de provas materiais.

 

Tomé teve a oportunidade de tirar a limpo esta sua dúvida sobre a ressurreição. Oito dias depois, quando ele e os outros discípulos estavam reunidos, com portas trancadas, Jesus apareceu no meio deles. Depois de saudar a todos, ele disse a Tomé: “— Veja as minhas mãos e ponha o seu dedo nelas. Estenda a mão e ponha no meu lado. Pare de duvidar e creia!” (João 20.27) Para surpresa de todos, Tomé não toca nas feridas. Ao ouvir a voz de Jesus ele exclama: “— Meu Senhor e meu Deus!” (João 20.28) Não foi pelo ver e nem pelo tocar que Tomé creu, mas pelo ouvir a voz de seu Senhor.

 

Basta ouvir para crer! Palavras tocam o coração e transformam vidas.

 

Nelas e através delas o Espírito Santo atua para levar as pessoas a crerem nas promessas de Deus. Segundo o evangelista João: “A palavra se tornou um ser humano e morou entre nós, cheia de amor e de verdade.” (João 1.14) Essa “Palavra Viva”, que é Jesus, nós pregamos em nossas Comunidades, especialmente aos domingos, no culto. É preciso ter ouvidos para ouvir e crer.

 

A vitória da vida sobre a morte começa no nível da fé. Vem antes e vai além do ver e tocar de Tomé. Sem poder ver ou tocar, Abraão e Sara confiaram nas promessas de Deus e se colocaram a caminho de terras desconhecidas. Sem ainda poder ver ou tocar, sob a liderança de Moisés, os escravos partiram do Egito em busca da terra que é doce como o mel e sustenta como o leite. Sem ainda poder ver ou tocar, os cristãos se colocam a serviço do Reino de Deus. Em suas orações renovam essa esperança todas as vezes que pedem: “Venha o teu Reino!”.

 

Ver e tocar estão no nível das comprovações, do que é material. Não exigem fé. Requerem aceitação. A fé, pelo contrário, é carregada de promessas e de esperanças. Vê além das comprovações. Alimenta o sonho de mudanças. É prenhe de uma nova vida. Nas palavras de Jesus: “— Felizes são os que não viram, mas assim mesmo creram!” (João 20.29)

 

Fé faz olhar para frente. Confia no novo que ainda não pode ser visto ou tocado. Não se conforma. Crê que pode ser diferente. Dá forças para vencer distâncias e desertos. Não teme porque vê vida nova para além da morte: Ressurreição. Não é preciso ver nem tocar. Só de ouvir falar crê. Vence o medo da morte e se entrega à vida de testemunho e serviço, tal qual Tomé.

P. Luis Henrique Sievers