Comunidade Evangélica de

Confissão Luterana em Lajeado
 

SECRETARIA:
Rua Alberto Torres, 297 – Centro
Cx Postal 93 - CEP 95900-188 - Lajeado/RS


Fones: (51) 3714-1825 ou 3710-1081
E-mail: secretaria@ieclblajeado.com.br

© 2019  - Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Lajeado - RS

MEDITAÇÕES

A Palavra de Deus é a relíquia das relíquidas, a única, na verdade, que nós, cristãos, reconhecemos e temos. (MARTIN LUTERO)

Sobre o Natal

O Natal é precedido de quatro domingos de “advento”. É um período de espera e preparação. Quando esperamos visita, normalmente, arrumamos a casa. E quando a visita é importante, fazemos até uma faxina. Puxamos os móveis, varremos aquela sujeira acumulada atrás dos armários e debaixo da cama. Tiramos as teias de aranhas. Limpamos as vidraças e o chão. Tudo fica “um brinco”. Até o cardápio muda nessa época. No entanto, essa arrumação toda também precisa acontecer interiormente, como dizem as palavras de um famoso hino: “E preparai o coração com fé, pureza, devoção! Assim o Rei a vós virá, que vida e salvação dará.”

Deus vem a este mundo, para a nossa casa e para a nossa vida. Ele se intromete em nossa realidade. Vem para ficar conosco, caminhar ao nosso lado e passar pelas nossas alegrias e tristezas. É “Emanuel”, Deus conosco, para o que der e vier. Lembramos esse movimento de Deus em nossa direção no dia 25 de dezembro, Natal. Ele vem na forma de uma criança, nascida de Maria e deitada num coxo de alimentar animais, que chamamos de manjedoura. Vem pequeno, frágil e humilde, mas com uma promessa de se tornar tão grande e importante que João Batista chega a dizer: “...não mereço a honra de desamarrar as correias das sandálias dele.” (Lucas 3.16)

O Natal precisa ser visto na perspectiva da Páscoa, a principal festa cristã. É a partir da vida, morte e ressurreição de Jesus que o Natal recebe o seu verdadeiro sentido. Quando Deus vem, ele vem para salvar. Assim se expressa Jesus: “Eu vim para salvar o mundo e não para julgá-lo.” (João 12.47) Concretamente, essa salvação é experimentada ali onde as pessoas acolhem Jesus e seu Evangelho com fé. Unidos com ele, se transformam em ramos que dão frutos bons. Biblicamente falando, esses frutos se expressam na prática da misericórdia, da bondade, da humildade, da delicadeza, da paciência, do perdão e, acima de tudo, do amor (Colossenses 3.12-14). Onde essas coisas acontecem, nasce o novo. Então Deus já construiu a sua casa entre nós. Então ele já mora em nosso mundo. Então é Natal! Feliz Natal!

P. Luis Henrique Sievers